DSC_0453

Perto de três centenas de alunos da Escola D. João II, em Santarém, participaram, durante a tarde de hoje numa actividade de Tag-Rugby, um jogo de iniciação ao rugby, fácil de jogar, divertido, seguro e praticado por equipas mistas.

Aquele que foi o primeiro torneio Tag-Rugby de Santarém, teve o apoio da Associação Rugby do Sul e do Rugby Clube de Santarém (RCS), que cedeu as suas instalações, na ex-Escola Prática de Cavalaria, para a realização desta actividade.

Segundo explicou ao Correio do Ribatejo o presidente do RCS, George Stilwell, o Tag Rugby, é uma “versão light” do tradicional, onde os jogadores não têm contacto físico: um empurrão conta como falta.

DSC_0470 DSC_0450

Contudo, neste jogo estão presente as acções fundamentais do rugby: corrida com bola, finta, passe e ensaio.

No Tag Rugby cada elemento da equipa, de sete jogadores, fica com um cinto, onde são amarradas duas fitas, uma de cada lado. “O objectivo é o mesmo do rugby: atravessar a linha adversária e colocar a bola no chão”, explica George Stilwell. Mas, em vez de usar a força do corpo para impedir que o jogador com a bola marque ponto, os adversários têm que puxá-lo pelas fitas amarradas ao cinto. Quando uma das faixas é arrancada, a partida é interrompida e um novo jogador toma o seu lugar para tentar a progressão e marcar o ponto.

DSC_0503

“O rugby é um desporto que, para além da alegria e prazer que dá a quem o pratica, favorece o desenvolvimento de valores educativos e sociais importantes, como a solidariedade, a disciplina, a camaradagem, o rigor, o espírito de equipa, facilitando a inclusão e a realização pessoal”, refere George Stilwell, defendendo a inclusão desta modalidade no Desporto Escolar de Santarém, à semelhança do que acontece noutros pontos do País.