Com 68 anos, morreu no passado sábado o antigo matador de toiros Dámaso González, vitimado por um cancro contra o qual lutava há alguns meses. Nascido a 11 de Setembro de 1948 em Albacete, Dámaso González Carrasco fica na história como um dos grandes toureiros da sua época, entre os anos 1970 e 1980, destacando-se o seu magnífico temple e o seu grande poder diante dos toiros.

Foi um dos últimos grandes ídolos do público do Campo Pequeno, onde o então empresário Manuel dos Santos o apresentou no ano de 1971, repetindo-o depois nos anos seguintes, sempre anunciado nos cartazes como “o toureiro que empolgou Portugal”. Outro tanto se pode dizer a propósito da sua recordada relação com o
tauródromo escalabitano, onde em tantas tardes provou o sabor do triunfo e do carinho da afición ribatejana.

Quando algum diestro do país vizinho se anunciava para Santarém e, por algum contratempo não podia satisfazer o seu compromisso, Dámaso González, assim como Palomo Linares ou Ruiz Miguel, era um dos preferidos para solver a sua substituição. E a entrega era sempre igual! Depois de uma fulgurante campanha como novilheiro, Dámaso González tomou a alternativa em Alicante, a 24 de Junho de 1969, apadrinhado por Miguel Mateo “Miguelín”, perante o testemunho de Francisco Rivera “Paquirri”, enfrentando toiros de Flores Cubero. Confirmou a alternativa em Madrid, em 1970, alternando com Santiago Martín “El Viti” e Miguel Márquez, frente a toiros de Francisco Galache.

Na Monumental “Celestino Graça”, como, de resto, em todo o universo taurino, Dámaso González deu sempre constância do seu enorme valor, da sua imensa técnica e de um poderio extraordinário, pelo que os triunfos lhe sorriam com tanta frequência e o respeito do público era notável.

Dámaso González retirou-se das arenas em 1988 e depois de um breve regresso em 1992, abandonou em definitivo a actividade profissional no ano de 1994, aceitando reaparecer apenas a título muito excepcional em alguma corrida ou festival, geralmente de beneficência.

A sua morte, apesar de infelizmente aguardada tal a gravidade da doença que o acometeu, causou a mais profunda consternação, e ao seu funeral compareceram as máximas figuras do toureio, do passado e do presente. Que descanse em Paz!