Estão abertas as inscrições para a 2ª edição do Percurso Ambiental TEJO ALIVE – Marachas do Tejo, que tem lugar no próximo dia 20 de maio, promovido pela Câmara de Santarém e pelas Uniões de Freguesias da Cidade de Santarém e de São Vicente do Paúl e Vale de Figueira, com o objectivo de promover os valores ambientais únicos do rio Tejo.

O trajecto tem início às 09h30, na Ribeira de Santarém, junto à imagem da Santa Iria e vai percorrer as marachas da margem direita do rio Tejo até Vale de Figueira, numa extensão com cerca de 12 km, de dificuldade média.

Durante o percurso, os participantes podem observar a Fauna e a Flora e contemplar um rio único com uma paisagem identitária do Ribatejo, de elevado valor natural e cultural.

Este percurso pedestre de grau de dificuldade Médio, não aconselhável a crianças de idade inferior a 12 anos, tem o objectivo de aproximar os cidadãos ao rio Tejo e dar a conhecer a biodiversidade associada aos ecossistemas ribeirinhos.

As inscrições são gratuitas e devem ser efectuadas até dia 19 de maio, no Portal da Câmara de Santarém, através do preenchimento do formulário, disponível em: https://goo.gl/forms/jWntRRh0PELArc0v2 .

Para mais informações, contactar a Equipa Multidisciplinar de Acção para a Sustentabilidade, através do telefone: 243 304 450.

A organização prevê que o Percurso Ambiental TEJO Alive termine pelas 13 horas, com um almoço convívio, no Centro de Cultura e Desporto “O Alvitejo”, organizado pela União de Freguesias S. Vicente do Paúl e Vale de Figueira, em parceria com a Comissão Social de Freguesias de S. Vicente do Paúl e Vale de Figueira.

Este projecto conta com a cooperação de entidades científicas, representadas pelo investigador Filipe Ribeiro do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente e por Ana Veríssimo da CIBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, que estudam a população de Boga de boca-arqueada-de-Lisboa, espécie endémica de Portugal que se encontra criticamente em perigo, detectada na ribeira de Cabanas pelo investigador César Garcia do MUNHAC – Museu Nacional de História Natural e da Ciência e por Ricardo Santos da ARH Tejo e Oeste da Agência Portuguesa do Ambiente. Os Bombeiros Municipais de Santarém e a empresa Municipal Viver Santarém, voltam a colaborar nesta iniciativa, com a prestação de apoio aos participantes do TEJO ALIVE.

A Câmara de Santarém assegura o transporte de Vale de Figueira para a Ribeira de Santarém, em dois turnos: de almoço, para os participantes que não queiram participar no almoço convívio e após o almoço para os restantes participantes.

Os moradores de Vale de Figueira que pretendam participar nesta iniciativa têm à sua disposição transporte para a Ribeira de Santarém, pelas 8h30, junto à Igreja Paroquial de Vale de Figueira, que será assegurado pelo autocarro da autarquia Scalabitana.