Fruto da união de três freguesias da zona do ‘bairro’ de Santarém, a União de Freguesias de Achete, Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém é a quarta maior freguesia em termos de área geográfica do concelho (cerca de 45 km2 ).

“Prima pela qualidade de vida”, segundo Guida Botequim, actual presidente de junta e a única mulher à frente dos destinos de uma freguesia no concelho.

Com paisagens verdejantes, às portas da cidade de Santarém, ‘pintadas’ pelos ricos olivais, já reconhecidos pelo escritor Alexandre Herculano, que aqui se fixou na Quinta de Vale de Lobos, na localidade de Azoia de Baixo, a agricultura continua a ser a actividade predominante, contudo, como nos indica Guida Botequim, tem actualmente muitas empresas e serviços.

“Vive da agricultura, com empresas de produtos hortícolas, azeite e vinho, mas também tem muitos serviços, restaurantes, pequenas empresas, serviços de saúde e de apoio à terceira idade” que em conjunto contribuem para uma “reduzida taxa de desemprego” entre os habitantes.

A proximidade à sede do concelho também ajuda a que nela trabalhem diariamente alguns fregueses.

A União de Freguesias de Achete, Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém é sede de algumas empresas com reconhecido valor tanto em Portugal como ‘além-fronteiras’, que já contam com vários produtos premiados. É conhecida pelos azeites e pelos vinhos, mas também pelos produtos hortícolas que saem dos seus campos. Uma das chaves deste sucesso é, além da fertilidade dos terrenos, o facto de haver muita água. A comprová-lo estão as cerca de 13 fontes existentes, e que podem ser visitadas, sendo a sua manutenção uma das preocupações do actual executivo.

Em termos de ‘atracções turísticas’, o destaque, além dos fontanários, são as Igrejas e Capelas existentes, bem como as paisagens agrícolas e a restauração.

Cerca de 2200 habitantes vivem actualmente na área da união de freguesias e cerca de outra meia centena tem ali habitação secundaria, principalmente de fim-de-semana. Graças à “qualidade de vida ali proporcionada, à tranquilidade, aos terrenos férteis e serviços”, as populações vão-se fixando.

Apesar de os números actuais serem um pouco mais baixos que os do último censo, o número de habitantes tem tendência a aumentar, como se verificou entre o censo de 2001 e 2011 onde o conjunto das freguesias viu o seu número de habitantes crescer, com mais incidência nas faixa etárias dos 0 aos 14 e dos 15 aos 64.

Actualmente conta com um total de 116 crianças nas escolas, 67 nas básicas e 49 no ensino pré-escolar.

Quatro eixos fundamentais pela “qualidade de vida”
No que respeita ao recente mandato iniciado pelo executivo liderado por Guida Botequim, um dos desafios é “união entre todos”. Resultado da junção das três freguesias “temos hoje cerca de 70 localidades, todas com a sua festa anual”, declara a presidente, o que “é uma vantagem, mas também uma desvantagem”, pois se por um lado “dá vida à união de freguesias e é positivo pois todos se vão unindo e fazem acontecer”, também “cria algumas rivalidades, que têm sido cada vez menos”, constata a autarca.

Com 12 associações activas, com festa anual e, algumas delas, com mais do que uma, o apoio do executivo é constante nestas iniciativas pois assim consegue-se criar ‘união’, “atenuando algumas rivalidades existentes que vão acabando com o tempo”, acrescenta a presidente, concluindo que “temos de ser um só”.

Sendo o ex-líbris da união de freguesias a “Qualidade de Vida”, como informou ao Correio do Ribatejo Guida Botequim, o trabalho do seu executivo, iniciado após as últimas eleições autárquicas, “assenta em quatro eixos fundamentais e muito importantes, executados com muito planeamento” que têm como objectivos o garante dessa mesma qualidade de vida, explica.

Um desses pilares são as estradas. Dada a dimensão, a união de freguesias é servida por cerca de 58 quilómetros de estradas (equivalente ao dobro em bermas). No terreno, uma equipa de quatro funcionários trabalha diariamente para garantir a manutenção das vias, nomeadamente no que respeita a curas de bermas, limpeza e trabalhos de manutenção. Para este serviço conta a “vasta experiência de um tractorista que marca a diferença”, assegura, não tendo de contratar esses serviços externamente.

Algumas estradas ainda não são pavimentadas e o obejctivo é conseguir que o sejam. Já foram realizados alguns trabalhos neste mandato, nomeadamente o alcatroamento de uma zona em que o piso estava degradado, causando vários acidentes de viação.

Outro pilar são as escolas, actualmente com os já referidos 116 alunos, distribuídos entre três estabelecimentos de ensino básico e três de pré-escolar, o executivo presta todo o apoio na educação. Como refere Guida Botequim, “não queremos que falte nada nas escolas para que haja uma melhor qualidade para o trabalho dos professores e das crianças”, alega.

O terceiro eixo está relacionado com os serviços de saúde. Neste âmbito, a união de freguesias está servida com “dois postos médicos em Achete e Póvoa de Santarém” onde o executivo presta apoio, “colmatando todas as necessidades através da delegação de competências da Câmara Municipal de Santarém nas freguesias pois se hoje faltar algo nos postos médicos é motivo para fechar as
unidades e não queremos isso”, esclarece a autarca.

O último eixo são os cemitérios existentes, três no total, pois “são um espelho da freguesia” admite Guida Botequim. Neste mandato a manutenção dos mesmos é uma prioridade, tendo sido esta adjudicada a uma empresa especializada que tem garantido o arranjo das campas, tendo o executivo apoiado nas pinturas e na limpeza.

Tanto na sede, em Achete, como nas delegações em Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém, funcionam serviços administrativos, posto de correios, sendo que na sede o horário é alargado também ao almoço e tem implementado um Espaço do Cidadão para evitar deslocações a Santarém no tratamento de questões relacionadas com a Loja do Cidadão.

Os problemas existentes na União de Freguesias estão identificados e são hoje uma prioridade: “a ausência de um ATL (ocupação de tempos livres) para as crianças, a ausência de números e nomes de ruas e os monos deixados em locais impróprios”.

Estes problemas, segundo a autarca, “estão a ser tratados neste momento”, sendo que “a questão do ATL vai estar resolvida, estando já a ser tratado um espaço para que o mesmo comece a funcionar no início do próximo ano lectivo, dando oportunidade às crianças de terem para onde ir e o que fazer após a saída da escola”, garante.

Na questão dos números de polícia, “já foi feita uma reunião com a Câmara, nomeadamente com o Presidente e está já em curso o trabalho para os colocar em todas as ruas. Sendo um processo moroso é importante pois só a Póvoa de Santarém tem, o que tem causado muita troca de correspondência”, acrescenta. Para os ‘monos’ “vai sair em breve uma comunicação à população a explicar o que fazer com os mesmos pois é preciso dar conhecimento do que se faz nesses casos. Até lá, a recolha vai continuar a ser feita pelos funcionários da junta em colaboração com os serviços camarários, para manter a freguesia o mais limpa possível”, conclui Guida Botequim.

Caracterização da União de Freguesias

Sede: Achete
Delegações: Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém
Área Geográfica: 45 km2
Habitantes: 2200 (dados de 2018)
Localidades: 62
Associações culturais e recreativas: 12
Escolas Básicas: 3
Jardins de Infância: 3
Centro de Dia: 1
Lar de Idosos: 1
Cemitérios: 3
Património: Fontes, Igreja Matriz de Santa Maria de Achete, Igreja Matriz de Azoia de Baixo, Igreja Paroquial de Póvoa de Santarém, Capelas de Advagar, D. Fernando, Santo Amaro, São Simão e Verdelho, Escola primária Alexandre Herculano (Arquitectura Romântica de finais séc. XIX).
Festas anuais: Janeiro (Fonte da Pedra), Fevereiro (D. Fernando), Maio (Achete e Póvoa de Santarém), Junho (Advagar e Verdelho), Agosto (Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém), Setembro (Comeiras e Verdelho), Outubro e Novembro (Três Aldeias – Comeiras de Cima, Comeiras de Baixo e Nabais).

Perfil da Presidente de Junta

Guida Botequim, 39 anos, bancária de profissão, casada, tem 2 filhos. Eleita como Presidente de Junta pelo MIAAP – Movimento Independente de Achete, Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém, iniciou o seu mandato no dia 20 de Outubro, com a tomada de posse na sede da União de Freguesias.

Veja o vídeo: