As famílias que habitem no concelho de Santarém e que possuam terrenos até meio hectare podem candidatar-se até ao próximo dia 14 a plantar até 125 azinheiras e ajudar a criar um sumidouro de CO2.

A ação “Plante as Raízes do Futuro. Plante um Sumidouro de CO2” insere-se no projecto “Raízes da Sustentabilidade” que a Equipa Multidisciplinar de Acção para a Sustentabilidade (EMAS), da Câmara Municipal de Santarém, desenvolve desde há dois anos e que permitiu já a criação de oito sumidouros de CO2 de sobreiro, azinheira e pinheiro-manso, sete dos quais plantados em parceria com famílias e um constituído em terrenos municipais, afirma uma nota do município.

As famílias que se inscreverem na acção – pessoalmente na Casa do Ambiente ou online na página do município – passam a integrar a Rede de Famílias com Raízes, comprometendo-se a plantar durante este mês as árvores que lhes serão entregues no próximo dia 18 e a cuidar delas.

Este ano, pela primeira vez, será constituído um “Sumidouro CO2 Escolar”, na escola básica de segundo e terceiro ciclo Alexandre Herculano, com a plantação de 125 azinheiras, assumindo a escola igualmente o compromisso de “contribuir para a redução do CO2 e para a protecção e preservação desta espécie autóctone, de grande resiliência e identitária do nosso território”.

A acção deste ano contará com um total de 340 azinheiras, “espécie autóctone protegida que assume importância enquanto sistema que inclui alguns biótopos mais importantes que ocorrem em Portugal Continental, em termos de Conservação da Natureza, e que contribui para a retenção de dióxido de carbono”, acrescenta a nota.

O projecto, que se insere na celebração do Dia da Floresta Autóctone, foi concebido há dois anos pela EMAS com o objectivo de “implementar as políticas públicas de Alterações Climáticas, através da concretização de acções locais que contribuem para a mitigação do efeito da mudança climática, consequente da acção humana ao nível do Planeta”.