A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos aprovou esta quarta-feira, por maioria, com quatro votos do PS e uma abstenção do BE, o Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para o ano 2018, com um valor de 12,6 milhões de euros, semelhante a 2017.

A autarquia fixou em 0,35 a taxa de IMI para 2018, abaixo do limite legal, e uma derrama de taxação 0 para as micro e pequenas empresas e de 1% para as empresas com volume de negócios superior a 150 mil euros.

Serão mantidos os apoios financeiros aos clubes desportivos, associações, IPSS’s e Juntas de Freguesia, assim como as cedências gratuitas de transporte municipal às IPSS’s e colectividades. Será ainda aumentado, em 20%, o apoio concedido aos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos.

“Estamos a conseguir apoiar e fazer um pouco mais pelas associações apesar de as receitas municipais não crescerem”, explicou, em sessão camarária, o presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio.

Ao nível das despesas previstas, a recolha e tratamento de resíduos, as despesas com pessoal, a iluminação pública e ampliação da rede existente, o turismo e as actividades económicas e a acção social assumem importância relevante, assim como a educação, com um total de investimento que ultrapassa os 2 milhões de euros. As áreas da cultura, desporto, recreio e lazer são igualmente relevantes, com um valor de cerca de 1,2 milhões de euros.

Quanto aos investimentos, destaque para o novo Centro Escolar de Foros de Salvaterra e Várzea Fresca, num investimento de cerca de 1,2 milhões de euros, a reabilitação do Espaço Jackson, em Glória do Ribatejo, com perto de 1 milhão de euros e a conclusão dos passeios e estacionamentos na EN367, entre a Estrada Militar e a EN118, em Marinhais, que vai mobilizar 300 mil euros do Orçamento.

Será ainda prioridade em 2018 a criação, no Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, do “Museu do Concelho – Rio, Lezíria e Charneca”, assim como a continuidade dos trabalhos de arranjos urbanísticos em diversos locais do concelho.

“Vamos manter a opção que assumimos de ter equipas da Câmara Municipal em todas as freguesias, equipas que têm realizado trabalhos importantes de melhoria do dia-a-dia das pessoas, facilitando a sua mobilidade através da construção de pluviais, assentamento de lancis, execução de passeios e novos estacionamentos”, referiu Hélder Manuel Esménio.

A Câmara Municipal está ainda a preparar outras candidaturas a fundos comunitários, como é o caso da requalificação urbanística da aldeia do Escaroupim, reabilitação da antiga Escola Primária “O Século”, em Salvaterra de Magos, reabilitação do dique do Escaroupim e melhoria da mobilidade na área industrial de Pinhal de Mouros/ EN 114-3.

A proposta de Orçamento, Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimentos para 2018 vai agora ser submetida à Assembleia Municipal, marcada para 29 de Novembro.