A campanha solidária “Dê troco a Quem Precisa”, de recolha de fundos em farmácias, angariou um apoio monetário de 25.586,08 euros num total de 45.806 donativos. A recolha de donativos envolveu 526 farmácias de oito distritos (Beja, Coimbra, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal e Viseu). No distrito de Santarém foram angariados 5.481 donativos, representa um apoio monetário de 2.990 euros.

A campanha “Dê troco a Quem Precisa”, iniciativa do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, permitiu que mais 255 pessoas carenciadas fossem integradas no fundo solidário.

Entre 4 de Novembro e 24 de Dezembro de 2017, os portugueses foram convidados a doar o troco resultante das compras efetuadas nas farmácias, sendo o montante angariado integralmente aplicado no fundo solidário, usado em exclusivo na compra de medicamentos dos beneficiários identificados pelo programa.

De acordo com um estudo recente da Universidade Católica, um em cada cinco portugueses não consegue adquirir todos os medicamentos receitados pelo médico. “O Programa abem: conta actualmente com mais de 3 mil beneficiários em situação carenciada e ambiciona ajudar 25 mil pessoas até final deste ano”, refere Maria de Belém Roseira, representante da Associação Dignitude – entidade dinamizadora do Programa.

A campanha “Dê Troco a Quem Precisa” regressa às farmácias de todo o país em Maio, de 14 a 25.

Sobre a Associação Dignitude

A Associação Dignitude nasceu no dia 4 de Novembro de 2015, em Coimbra, onde está sediada. É uma instituição particular de solidariedade social que tem por missão o desenvolvimento de programas solidários de grande impacto social, que promovam a qualidade de vida e o bem-estar dos portugueses. O abem: Rede Solidária do Medicamento é o primeiro Programa promovido pela Associação Dignitude.

São Associados Promotores a Cáritas Portuguesa, a Plataforma Saúde em Diálogo, a Associação Portuguesa de Indústria Farmacêutica e a Associação Nacional das Farmácias. Através de protocolos institucionais, juntaram-se ao projeto a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, a União das Misericórdias Portuguesas,a Associação de Farmácias de Portugal e a Associação Nacional de Municípios Portugueses

São Embaixadores Dignitude: António Arnaut, António Ramalho Eanes, Francisco Carvalho Guerra, João Gonçalves da Silveira, João Cordeiro, Maria de Belém Roseira e Maria Odette Ferreira.

Sobre o Programa abem

O Programa abem: Rede Solidária do Medicamento é um projeto inovador, lançado pela Associação Dignitude. Tem como objectivo permitir o acesso, de forma digna, aos medicamentos prescritos a quem não tem capacidade financeira para os adquirir, cobrindo, no receituário, o valor não comparticipado pelo Estado.

O abem: assenta numa rede de parcerias que assegura o circuito solidário do medicamento. Qualquer pessoa em situação de carência pode ser referenciada ao programa pelas entidades locais, que vão desde juntas de freguesia e câmaras municipais, a IPSS e outras instituições da área social. Depois de referenciado, o beneficiário tem acesso ao cartão abem:, bastando apresentá-lo numa farmácia abem: para poder adquirir os medicamentos comparticipados que lhe forem receitados. As despesas são cobertas pelo Fundo Solidário, 100 por cento dedicado à co-comparticipação de medicamentos dentro do programa, alimentado por uma campanha permanente de fundraising.