O “sambódremo escalabitano” viu passar o Desfile Nocturno do Carnaval 2018. Fizeram-se representar 12 das 14 associações que na próxima terça-feira vão a concurso no Corso Carnavalesco pelas 15h00 no mesmo local – Jardim de S. Bento.

Esta primeira passagem dos carros alegóricos, que satirizam e representam temas relacionados com o Património Cultural, teve lugar na noite deste sábado, dia 10 de Fevereiro.

O rei e a rainha do Carnaval de Santarém, D. Pampilho e D. Celeste tiveram assim o primeiro contacto com alguns dos concorrentes.

Os Bombeiros Voluntários de Alcanede trouxeram o Castelo da freguesia como tema. O Grupo Folclórico das Abitureiras apresentou o Rio Tejo como património cultural em potencial degradação. A APPACDM de Santarém desfilou com o tema Viagens na Minha Terra, inspirados por Almeida Garrett. O Centro Cultura Recreio Desporto Moçarriense apresentou o tema relacionado com a origem do nome da freguesia – “quando os soldados partiam para a guerra, as velhas choravam e as moças riam”. O Atlético Clube de Pernes apresentou os torneados de madeira e o futebol. A Associação de Danças de Tremez trouxe os doces tradicionais de Santarém – Celestes, Pampilhos e Arrepiados. O Rancho Folclórico do Arneiro das Milhariças retratou as matinés dançantes do Arneiro, realizadas noutros tempos ao som de música electrónica. Também do Arneiro das Milhariças, o Centro Cultural Recreativo Arneirense escolheu como tema para este corso as tabernas. A Sociedade Filarmónica da Gançaria trouxe a Santarém os moinhos de vento. O Centro Social Paroquial de Santa Margarida da Abrã retratou a tradicional matança do porco. A União Recreativa e Cultural 1º de Maio do Casal da Charneca – Almoster, representou os doces conventuais de Almoster e, por último, as Associações Time4satisfaction e Bora Lá Zumbar, em representação da União de Freguesias da Cidade de Santarém, apresentaram como tema a conquista de Santarém.

Veja a galeria fotográfica acima.