Realizou-se no dia 23 de Novembro, na Estufa-Fria, em Lisboa, o 4.º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola, uma iniciativa dinamizada em parceria com a Associação dos Escanções de Portugal.

Dos cerca de 200 vinhos brancos, tintos e espumantes colocados à prova por 120 produtores nacionais das várias regiões vitivinícolas do país, o júri distinguiu, durante as provas cegas realizadas a 20 e 21 de Outubro no Mercado de Vinhos do Campo Pequeno, 59 vinhos com a Tambuladeira dos Escanções de Portugal, 21 com medalhas de ouro e 38 com medalhas de prata.

Destaque para a Adega Cooperativa de Alcanhões que venceu a medalha de ouro com o vinho Cardeal Dom Guilherme Reserva DOC do Tejo Tinto 2015.

A cerimónia de entrega dos prémios foi conduzida por Sílvia Alberto e reuniu duas centenas de convidados entre produtores, representantes de cooperativas, enólogos, escanções e responsáveis do Crédito Agrícola de todo o país.

Nesta 4.ª edição foram distinguidos vinhos, oriundos das regiões vitivinícolas dos Vinhos Verdes, Douro, Távora-Varosa, Beiras, Dão, Bairrada, Tejo, Lisboa, Península de Setúbal, Alentejo e Algarve.

Nas três edições anteriores registou-se a inscrição de 650 vinhos e foram premiados 187 brancos, tintos e Espumantes com as medalhas de Ouro, Prata e Bronze.

Com este concurso, que coloca à prova a qualidade dos vinhos nacionais, o Crédito Agrícola pretende apoiar o sector vitivinícola e o desenvolvimento das economias locais.

O Crédito Agrícola, a única instituição cooperativa portuguesa, de capitais exclusivamente nacionais está presente em todo o país e detém a segunda maior rede de Agências.