A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, anunciou ontem, dia 6, a detenção em França do terceiro suspeito de um duplo homicídio ocorrido em 2015 na Serra de Santo António, em Alcanena, distrito de Santarém.

Segundo a PJ, as autoridades policiais francesas executaram um mandado de detenção europeu que “pendia sobre um homem, sem ocupação laboral definida, fortemente indiciado pela prática de dois crimes de homicídio qualificado, nas formas consumada e tentada, bem como de roubo agravado”.

A detenção ocorreu no domingo, no porto de Calais, em França, “quando o visado se preparava para viajar ilegalmente com destino ao Reino Unido”.

O detido, com 30 anos, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes em França com vista a subsequente entrega ao Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) da comarca de Santarém para sujeição a um primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação tidas por adequadas.

Os factos aconteceram na noite de 16 de Novembro de 2015, na Serra de Santo António, em Alcanena, junto à Serra de Aire, durante uma transacção de produto estupefaciente.

A vítima mortal foi atingida por dois disparos de arma de fogo que lhe provocaram lesões traumáticas em órgãos vitais na região torácico-abdominal.

Segundo disse à Lusa o coordenador da PJ de Leiria, António Sintra, este é o terceiro suspeito de envolvimento neste crime que faltava deter.

O responsável lembrou que a PJ já tinha detido, em Julho de 2016, um homem de 28 anos, em Paris, numa acção conjunta das autoridades portuguesas e francesas, e em Outubro outro homem de 27 anos, no Parque das Nações, em Lisboa.