A Agro-Ribatejo é das poucas empresas que marcam presença contínua na Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo desde a primeira edição e foi testemunha dos momentos que mais marcaram o crescimento do certame. Fundada a 9 de Março de 1954 por José Virgilio Eloy Godinho, a empresa continua a ver na Feira “a principal montra da Agricultura Nacional” e, como tal, mantém a sua aposta, reforçando, a cada edição, a sua presença. “Esforço, sacrifício, empenho e dedicação” são a chave do sucesso destes 63 anos de actividade como nos dá nota Gonçalo Eloy, a terceira geração de empresários que está à frente da Agro-Ribatejo.

A Agro-Ribatejo é das poucas empresas que marcam presença na Feira Nacional da Agricultura desde a primeira edição. Na sua opinião, o certame continua a ser a principal montra da agricultura nacional?

A nossa caminhada como expositores pode ser considerada Histórica tendo em conta as nossas presenças ininterruptas na Feira. O saudoso Comendador Celestino Graça foi um dos grandes responsáveis pois ao longo dos anos em que dirigiu a Feira fez com que empresas como a nossa que estavam no início de actividade tivessem visibilidade nacional e internacional. Este certame é sem dúvida a principal montra da Agricultura Nacional onde se apresenta o melhor da produção nacional, exposição de equipamentos e máquinas agrícolas e inovações tecnológicas.

Quais são, na sua opinião, as grandes mais-valias para os expositores o facto de marcarem presença na FNA?

Visibilidade, promoção e angariação de novos clientes. Tendo em conta que todos os anos esta feira recebe entre 200 a 220 mil visitantes, os expositores têm a possibilidade de alavancar os seus negócios e de uma forma facilitada receber feedback por parte dos visitantes que chegam de todos os pontos do País sobre a realidade da actividade que cada
um desenvolve.

Actualmente, o sector agrícola evoluiu muito e incorporou novas tecnologias, nomeadamente ao nível da maquinaria utilizada. Como é que a empresa tem acompanhado esta evolução?

As nossas representadas são todas de topo e a qualidade é reconhecida Mundialmente. Os critérios de produção e qualidade são muito exigentes, destaco o nosso material de rasto BERCO do grupo ThyssenKrupp que é a escolha dos principais construtores de máquinas mundiais. A evolução deste material tem sido em torno do número de horas de trabalho que o material BERCO faz nas máquinas em que é aplicado destacando- se bastante das marcas concorrentes.

Qual é o ‘segredo’ do sucesso e da longevidade da Agro-Ribatejo?

A teoria dos Três “ Ts “ – Trabalho, Trabalho, Trabalho. O Meu Avô José Virgílio Eloy Godinho foi um homem de trabalho extraordinário e com uma visão de negócio fora de série. Arrancou do nada e constituiu, ao longo da vida, mais de dez empresas, rodeando-se sempre de pessoas trabalhadoras e muito competentes. Incutiu aos seus filhos o gosto pelo comércio e o espírito de sacrifício que espelhava o seu percurso de vida. O meu pai, José Júlio Eloy também me transmitiu esses valores sendo a nossa cultura empresarial muito vincada assentando naturalmente nas raízes do seufundador. Esforço, sacrifício, empenho e dedicação têm sido factores chaves do nosso sucesso ao longo deste 63 Anos de actividade, aliado, claro está, aos excelentes profissionais que têm passado por esta casa e que tanto contribuíram e contribuem para o seu Sucesso.

Que medidas gostaria que o Governo tomasse para estimular o tecido empresarial nacional?

Qualquer medida que permita aliviar a nossa carga fiscal e que nos torne mais competitivos.

Um título para o livro da sua vida?

“A escola da Vida”. Soa-me a um best-seller.

Viagem?

De preferência em família. Viajava no Inverno para Aspen.

Música?

U2 – ‘Where the streets have no name’. Um clássico.

Quais os seus hobbies preferidos?

SnowBoard, Surf e o mais recente que é treinar o escalão de Sub-8 do Rugby Clube de Santarém juntamente com os meus amigos Ricardo Segurado e Pedro Cabanita. Os nossos jogadores são um exemplo do que se aprende em Rugby – Esforço, Lealdade e Bravura.

Se pudesse alterar um facto da História qual escolheria?

O Dia em que foi eleito o 45º Presidente dos Estados Unidos da América.

Se um dia tivesse de entrar num filme que género preferiria?

Acção. Dramas nem vê-los.