O Governo aumentou o capital estatutário do Hospital Distrital de Santarém (HDS) em mais 13,3 milhões de euros, que serão aplicados, na íntegra, na redução da dívida a fornecedores, afirma uma nota desta unidade de saúde.

Segundo o Conselho de Administração do HDS, a verba agora entrada permitirá satisfazer “os compromissos assumidos” pelo Estado e pelo Hospital “no controlo da despesa, reduzindo muito substancialmente o prazo médio de pagamento”.

A decisão do Governo, concretizada em despacho conjunto dos Ministérios da Saúde e das Finanças, vem reforçar a “sustentabilidade económica e financeira” do HDS e “a capacidade de resposta” do hospital “às necessidades das populações que serve”, afirma o comunicado.

Com este aumento, o capital estatutário do HDS fixa-se nos 107 milhões de euros, “constituindo um indicador muito importante para a caracterização da sustentabilidade patrimonial” da instituição, sublinha a nota.

O reforço de capital estatutário “visa garantir a sustentabilidade das entidades do Serviço Nacional de Saúde, através da melhoria da sua eficiência operacional, da melhor adequação de recursos disponíveis e a valorização do seu bom desempenho”, acrescenta.

Em setembro de 2015, o capital estatutário do Hospital de Santarém EPE foi reforçado em 1,8 milhões de euros, destinados exclusivamente para investimentos, “permitindo alavancar a totalidade do orçamento previsto para as obras dos blocos operatórios”, intervenção que a administração espera estar concluída este ano.