Foi inaugurada, no dia 15 de Julho, em Abrantes a segunda exposição colectiva da colecção de arte contemporânea Figueiredo Ribeiro.

O momento inaugural contou com as presenças da presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, do coleccionador Fernando Figueiredo Ribeiro, artistas plásticos, galeristas e visitantes.

Com curadoria de Sérgio Fazenda Rodrigues, a exposição ” O Tempo Inscrito – Memória, Hiato e Projecção” apresenta um conjunto de obras de 25 artistas plásticos portugueses e centra-se sobre a ideia de tempo, e sobre a forma que este adquire.

Até 29 de Setembro, a Quartel da Arte Contemporânea de Abrantes tem as portas abertas para mostrar trabalhos dos seguintes artistas plásticos: AnaMary Bilbao; Andreia Santana; Carla Cabanas; Carlos Alberto Correia; Cristina Ataíde; Dalila Gonçalves; Duarte Amaral Netto; Edgar Martins; Fernando Calhau; Francisco Tropa; Igor Jesus; João Grama; José Pedro Cortes; José Pedro Croft; Luísa Jacinto; Marco Pires; Mauro Cerqueira; Miguel Branco; Nuno Nunes Ferreira; Ricardo Valentim; Rita Ferreira; Rodrigo Oliveira; Rui Calçada Bastos; Rui Chafes e Teresa Braula Reis.

 

Horário: de terça a sábado das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 19h00.

Localização: Largo de Sant’ana.

Contactos: 241 331 408; galeria.arte@cm-abrantes.pt