A atleta riomaiorense Inês Henriques foi homenageada, esta segunda-feira, ao fim da tarde, no Auditório dos Paços do Concelho de Rio Maior, pelo título mundial conseguido em Londres, a 13 de Agosto, nos 50 Km’s Marcha, numa sessão promovida pela Câmara Municipal de Rio Maior.

A cerimónia, pública, que encheu o anfiteatro, contou com a presença do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo; do presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino e do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira,  entre outras individualidades presentes, nomeadamente a atleta olímpica Susana Feitor, bem como a família da atleta.

Visivelmente emocionada, sobretudo durante a projecção de um filme que retrata 25 anos de carreira imagens que resumiram o seu trajecto de campeã, a recordista mundial elogiou o seu treinador, Jorge Miguel. “Um sonhador”, disse Inês Henriques durante a sessão.

Por sua vez, Jorge Miguel sublinhou a capacidade da atleta, uma lutadora que nunca desistiu e sempre acreditou nas suas capacidades.

À medalha de recordista mundial dos 50 km’s marcha que Inês voltou, segunda-feira, a exibir na homenagem de que foi alvo, junta-se agora o troféu que marcará para sempre o reconhecimento de Rio Maior e de Portugal pelo feito conseguido.

Isaura Morais, presidente da Câmara de Rio Maior, também usou da palavra elogiando a perseverança e a simplicidade de Inês Henriques, até na hora de ser Campeã Mundial quando se referiu à sua mãe, Leonor, presente na homenagem, e que recebeu das mãos do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, um ramo de flores.

Em Londres, a 13 de Agosto, a atleta reconheceu, logo após a prova que o título conquistado é Fruto de ” de 25 anos de trabalho”.

“Foi fantástico, não consigo descrever em palavras aquilo que estou a sentir. Isto é a recompensa de 25 anos de trabalho, do meu treinador Jorge Miguel e da minha equipa de Rio Maior”, afirmou, no final da prova.

A atleta do CN Rio Maior, de 37 anos, foi cronometrada em 4:05.56 horas, pulverizando o seu recorde mundial, que estava fixado nas 4:08.25 horas e datava de 15 de Janeiro de 2017, em Porto de Mós.

Até chegar a Londres, Inês Henriques tinha no currículo três participações olímpicas, a última das quais no Rio2016, onde alcançou o 12.º posto nos 20 km marcha. A atleta conta ainda um sétimo posto nos Mundiais de 2007 e um nono nos Europeus de 2010, sempre na distância dos 20 km.