DSC_1087

A Escola Superior de Gestão e Tecnologia do IPSantarém recebeu hoje a 3ª Conferência “Cursos Técnicos Superiores Profissionais – Educar para o Empreendedorismo”, onde foi feito um balanço do alcance que esta formação tem tido na instituição e a apresentação da oferta para o próximo ano lectivo.

Segundo Fernanda Pires, pró-presidente do IPSantarém para Formação, Empreendedorismo e Empregabilidade “esta formação tem futuro”, uma afirmação que se consubstancia na “grande procura” que estes cursos têm tido.

Neste ano lectivo, 318 alunos candidataram-se a um universo de 25 TeSP oferecidos pelas quatro escolas do IPSantarém, dos quais 244 – um número semelhante ao ano anterior – foram colocados.

Os cursos oferecidos pela Escola Superior Agrária e Escola Superior de Gestão e Tecnologia, com 106 e 76 alunos colocados, respectivamente, absorveram a grande fatia de novos alunos.

“Os TeSP implicam novas metodologias de ensino e cada vez mais são necessárias práticas didácticas inovadoras para o desenvolvimento de competências do Séc. XXI”, afirmou Fernanda Pires.

Para o próximo ano lectivo, o IPSantarém pretende lançar um conjunto de formações inovadoras, tais como ‘Agricultura Digital’ na Superior Agrária e ‘Surfing no treino e na animação turística’, na Escola Superior de Desporto.

DSC_1089

Este evento integrou-se no âmbito da promoção da oferta formativa dos TeSP do IPSantarém, junto das entidades que integram a Rede de parceiros, constituída, neste momento por mais de 30 entidades.

Os TeSP, cursos de ensino superior de dois anos conducentes ao diploma de Técnico Superior Profissional, foram criados e regulamentados em 2014, após mais de um ano de preparação, com o propósito de serem leccionados nos institutos politécnicos em parceria com empresas e outras organizações empregadoras tendo em vista a desejável aproximação entre o ensino superior e o mundo do trabalho e responder à necessidade de quadros intermédios.