O consagrado matador de toiros Manuel Rodriguez “Manolete” (4 de Julho de 1917 / 29 de Agosto de 1947) foi mortalmente colhido em Linares pelo toiro “Islero”, da ganadaria de D. Eduardo Miura, no dia 28 de Agosto de 1947, aos trinta anos de idade, vindo a falecer na manhã do dia seguinte, causando a maior consternação em toda a Espanha, que lhe guardou três dias de luto nacional.

“Manolete” é considerado um dos melhores toureiros de todos os tempos tendo sido fundamental para a afirmação da expressão de toureio mais próxima da que se pratica ainda nos nossos dias, embora a evolução técnica e conceptual tenha operado naturais mudanças, mas respeitando sempre a sua ortodoxia. O temple, a elegância da figura e dos movimentos e a ligação entre passes, construindo as séries ou tandas, são, de algum modo criações deste toureiro cordobés inolvidável, que, do mesmo modo, criou um passe fundamental no toureio que, em sua homenagem, leva o nome de “Manoletina”.