Confirmam-se as notícias de que davam conta de que o matador de toiros andaluz José António “Morante de la Puebla” deverá regressar às arenas no decurso da próxima temporada, após haver decidido suspender a presente época taurina após a sua participação numa corrida mano-a-mano com “El Juli”, em Puerto de Santa Maria. “Morante de la Puebla” é um dos mais mediáticos toureiros na actualidade, mercê da sua concepção de toureio e do espírito de entrega a cada lide, desinteressando-se quando tem pela frente toiros que não lhe permitam desfrutar da sua arte. Este tipo de toureiros promove em seu torno uma enorme falange de apoiantes, mas, ao invés, também origina um conjunto de detractores, que entendem que os toureiros devem poder tirar partido da grande maioria dos toiros que enfrentam. Conceitos!

O que é verdade é que uma faena artística de “Morante” é cantada meses a fio, e uma valorosa faena sacada à custa de imensa entrega e de muito esforço já não é lembrada no dia seguinte. Daí que, compreensivelmente, todas as atitudes de “Morante”, dentro ou fora das arenas, mais comuns ou mais extravagantes, produzem sempre um enorme impacto e alarido.

Desta feita a notícia foi recebida com a maior satisfação por todos os aficionados, na medida em que toureiros como “Morante de la Puebla” no apogeu das suas faculdades é uma pena estarem afastados dos ruedos. Assim, com o apoio, técnico e moral, do empresário Manuel Lozano durante uma temporada em Espanha e outra na América todos esperamos que “Morante” ressurja no máximo da sua expressão para podermos encantar-nos com a sua arte e a sua torería. Também assim pensa o próprio Manuel Lozano, que em declarações à “prensa taurina” do país vizinho refere que “El torero de La Puebla del Río se fue aburrido, es muy sensible, como todos los artistas y no estaba ilusionado este año. Entre todos tenemos que devolverle la ilusión porque merece la pena que este torero esté al máximo”.