Um protocolo rubricado entre a NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, e a Casa da América Latina, está já em vigor e pretende potenciar a internacionalização entre as empresas da região do Ribatejo e os países da América do Sul.

A assinatura do protocolo de colaboração decorreu ontem, dia 5 de Abril, na Casa da América Latina em Lisboa. Promover iniciativas de negócio bilateral entre o tecido empresarial da região de Santarém e as empresas sul-americanas é o propósito subjacente à assinatura deste protocolo, levada a cabo pela Presidente da Direcção da NERSANT, Maria Salomé Rafael e pela Secretária-Geral da Casa da América Latina, Manuela Júdice. Teresa Ribeiro, Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, esteve presente na altura da assinatura do mesmo.

No âmbito da internacionalização, o referido protocolo pretende fomentar e tornar mais eficazes as relações, unir esforços e estabelecer normas de actuação que incrementem os contactos e a colaboração entre as partes. A participação em projectos de cooperação em áreas relevantes para o desenvolvimento, a partilha de informação entre as duas entidades, a identificação de empresas interessadas em participar em projectos de cooperação, de forma a dinamizarem potenciais parcerias, potenciando as oportunidades de negócio entre os dois mercados são alguns dos objectivos deste protocolo agora firmado e já em vigor.

De referir que a Casa da América Latina, criada em 1998 com o objectivo de aproximar Portugal da América Latina, é constituída pelo Município de Lisboa, pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, pelas Embaixadas dos países latino-americanos e por um conjunto de empresas. A sua acção desenvolve-se em quatro áreas que se articulam em dois eixos fundamentais: Cultura e Conhecimento, com actividades em várias áreas culturais e artísticas e no campo das ideias e do conhecimento; Economia e Política, com actividades no campo empresarial de promoção e desenvolvimento das relações económicas e comerciais entre Portugal e os países latino-americanos, bem como no campo político-diplomático, enquanto entidade vocacionada para a cooperação institucional.

Download PDF