O consagrado bandarilheiro Pedro Gonçalves, ainda e sempre uma figura com as bandarilhas, vai despedir-se das arenas na próxima temporada, ano em que cumpre trinta anos de toureio. Tomou a alternativa de bandarilheiro na Praça do Campo Pequeno, tendo como padrinho o conceituado Maestro António Badajoz, durante a corrida de despedida do saudoso cavaleiro D. José João Zoio (5 de Setembro de 1991). Antes de se tornar bandarilheiro, Pedro Gonçalves iniciou o seu percurso nas arenas como forcado do Grupo de Forcados Amadores da Azambuja.

Na temporada de 2018 Pedro Gonçalves fará a despedida em Madrid e em Outubro dirá o adeus definitivo às arenas, muito provavelmente numa corrida a realizar pela Feira da Piedade na Monumental “Celestino Graça”, em Santarém, sua terra natal.

Para o cartel desta corrida de despedida elencam-se já diversos nomes de toureiros em cujas quadrilhas Pedro Gonçalves serviu, nomeadamente, os cavaleiros Manuel Jorge de Oliveira e Ana Batista e os matadores de toiros Eduardo Oliveira (retirado), Pedrito de Portugal e Nuno Casquinha e o novilheiro Diogo Peseiro.