Um homem foi detido por suspeita dos crimes de violação agravada e abuso sexual de crianças, que terão ocorrido no concelho de Tomar, anunciou hoje a Polícia Judiciária de Leiria.

Numa nota de imprensa, a Polícia Judiciária de Leiria informa que, através do Departamento de Investigação Criminal, foi detido um homem, de 51 anos, em Tomar, “fortemente indiciado da prática dos crimes de violação agravada, abuso sexual de crianças e abuso sexual de menores dependentes”.

Segundo fonte da PJ, o homem foi detido em Tomar, fora do flagrante delito, na quarta-feira, no “próprio dia em que foi feita a denúncia”, após várias diligências realizadas “imediatamente”.

A queixa relatava “eventuais agressões sexuais a uma criança, em contexto familiar, que já se suspeitava durarem há alguns anos”.

A mesma fonte precisou que os alegados abusos ocorreriam “há cerca de dois ou três anos”.

Com a profissão de funcionário público, o detido não tem antecedentes criminais e após ter sido sujeito a primeiro interrogatório no Tribunal de Santarém foi-lhe decretada a medida de coação de prisão preventiva, disse fonte da PJ à Lusa.

Segundo a PJ, a criança, agora com 14 anos, foi coagida pelo agressor e “forçada à prática de vários atos sexuais de relevo”.