O PSD questionou hoje o Governo sobre as medidas que pretende tomar para reduzir o aumento das listas de espera no Hospital de Santarém, afirmando que os tempos de espera para consultas hospitalares aumentaram no último ano.

No documento, os deputados do PSD eleitos por Santarém [Duarte Marques, Nuno Serra e Teresa Leal Coelho] apresentaram os números relativos a tempos de espera em diversas valências e lembram que, “na anterior legislatura, a percentagem de consultas hospitalares que ultrapassavam os Tempos Máximos de Resposta Garantida (TMRG) registou uma evolução positiva, baixando de 31%, em 2010, para 26%, em 2015, mas que, com o actual Governo voltou a subir para 28%”.

Segundo o PSD, “a agravar o que se acaba de referir, acresce mesmo que os tempos de espera para consultas hospitalares continuaram a aumentar no último ano, obrigando milhares de doentes a esperar largos meses, por vezes mesmo anos, pelo acesso às consultas de que carecem, assim vendo comprometido o seu direito à protecção da saúde”.

Nesse sentido, os deputados do PSD querem saber “que medidas concretas vai o Governo tomar para reduzir o número de consultas hospitalares realizadas fora dos TMRG”, “em que data ou datas pretende o Governo tomar essas medidas” e “quais são os objectivos quantificados pelo Governo para reduzir o número de consultas hospitalares realizadas fora dos TMRG no Hospital de Santarém e com que prazos?”.