O Rancho Folclórico do Bairro de Santarém promoveu no dia 17 de Junho, junto ao Centro Cultural das Fontaínhas e Graínho, o seu 33.º Festival de Folclore que este ano contou com a presença dos Grupo Folclórico de Cantas e Cramóis de Pias (Cinfães), Rancho Folclórico de Vinhó (Gouveia), Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo (Baixo Vouga), Grupo de Danças e Cantares dos Pioneiros de Vendas Novas (Alentejo) e do grupo anfitrião, Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Graínho e Fontaínhas.

Antes do Festival, pelas 18h00, os grupos participantes foram recebidos nos Paços do Concelho da Câmara Municipal, seguindo-se um jantar de confraternização.

Numa noite de temperatura elevada, a vasta plateia, onde se encontravam Ludgero Mendes e Alípio Canaverde, respectivamente, vice-presidente e membro do Conselho Técnico da Federação do Folclore Português, aplaudiu com vigor a qualidade dos grupos, nomeadamente a exibição do Grupo Folclórico de Cantas e Cramóis, fundado em Maio de 1949 por Fernando Barbedo e Augusto do Amaral.

Depois de muitas peripécias e de uma crise directiva, em 1988, que quase o levou à extinção, o Grupo mereceu a atenção da Associação de Cultura e Desporto de Cinfães que lhe transmitiu outro vigor e permitiu a constituição de uma direcção independente. Iniciou recolhas etnográficas dentro e fora do concelho, dando ao grupo um novo dinamismo enquanto apaixonado seguidor do Cancioneiro de Cinfães.

Por sua vez, o Rancho Folclórico de Vinhó foi fundado em 13 de Maio de 1977. A sua acção centra-se na divulgação do folclore e etnografia da região, após longas pesquisas de usos, costumes, danças e cantares de pelo menos século e meio. Influenciado pela sua localização geográfica, o grupo veste trajes dedicados à pastorícia e de outras actividades agrícolas existentes na época (finais do séc. XIX, inicio do séc. XX), indumentária complementada com trajes de Romaria, Domingueiros, Noivos ou Senhores Abastados.

O Grupo tem participado em Festivais nacionais e internacionais, gravou discos, cassetes e um CD, já divulgado por toda a Europa, com as quadras à ‘Tia Baptista’. Com um ritmo interessante e intercalados com diversos quadros das tradições locais do Ribatejo, animadas pelos componentes do Rancho do Bairro, o 33.º Festival prosseguiu com a actuação do Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo, fundado em 1984, com a finalidade de “fazer reviver as danças e os cantares, os usos e costumes das gentes de Ílhavo”.

Anualmente, organiza dois festivais de folclore e desde a sua fundação tem participado em várias festas e festivais no país e no estrangeiro.

O Grupo é portador da medalha de mérito cultural da cidade de Ílhavo e dinamiza, desde 2009, o seu próprio Museu Etnográfico. Finalmente, o quarto grupo convidado para o Festival do Rancho do Bairro foi o Grupo de Danças e Cantares dos Pioneiros de Vendas Novas, fundado em 2 de Abril de 1987, com a intenção de recuperar as danças e cantares, o modo de vestir e a maneira de ser do povo da sua região. Dos trajos de trabalho que apresenta destacam-se o pastor, o vaqueiro, os ceifeiros, os trabalhadores da eira, o feitor, a manteeira, os moleiros, o carreiro, o manageiro, a aguadeira e a mondina do arroz.

Um Grupo infantil com 20 pares é o garante da sua continuidade, tendo já editado um CD. Organiza anualmente o seu Festival de Folclore, uma Festa anual e um encontro de Folclore Infantil.

Encerrando o Festival, o Rancho do Bairro guardou, antes do inicio da sua actuação, um minuto de silêncio pelo falecimento de um dos seus antigos componentes, António Manuel Bernardino, e, demonstrando grande vitalidade, ‘baptizou’ três novos e bem jovens elementos, Beatriz Neto, João Pedro Duarte e José João Duarte que se predispõem a dar continuidade ao sonho de Celestino Graça que, por alturas da Feira do Ribatejo, em 1956, viu o Rancho do Bairro apresentar-se pela primeira vez ao público e, desde então, continuar fiel intérprete das danças, cantares e trajes típicos desta região.

rancho 2

Rancho do Bairro demonstra vitalidade com o ‘baptismo’ de mais três jovens componentes

Download PDF