O Município de Torres Novas esteve presente na BTL (Bolsa de Turismo de Lisboa – Lisbon Travel Market) fazendo-se representar pela vereadora Sónia Sousa, responsável pelo pelouro do Turismo, a quem coube a apresentação do projecto #TorresCode: Rede Digital de Interpretação e Descoberta de Torres Novas, no passado dia 15, à tarde, na presença do Presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado.

A BTL trata-se de uma feira aglutinadora do Turismo Internacional que decorre entre os dias 15 e 19 de Março, na FIL, em Lisboa, congregando o que de melhor se faz em Portugal e no mundo, no âmbito do Turismo.

O projeto #TorresCode é parte integrante do Plano Estratégico do Turismo que se encontra a ser delineado pelo Município de Torres Novas com vista à promoção turística e desenvolvimento socioeconómico do concelho, permitindo condições para uma maior interacção dos visitantes com os pontos de interesse turístico, bem como uma maior divulgação e articulação com as entidades associadas, nas áreas de hotelaria, restauração, entre outras. Pretende-se que a interacção dos visitantes com os espaços visitados seja realizada através da criação de uma rede de pontos de interesse no concelho, dotada de placas identificativas e informativas, incorporando elementos da tecnologia digital QR Code, (Quick Response Codes) que permitem o acesso rápido e fácil, através da internet, a informação e conteúdos multimédia, como textos, fotos ou vídeos, facilitando a criação de experiências de realidade aumentada. Além da informação textual resumida (PT+EN), a placa pode incluir o texto em relevo em alfabeto Braille para melhor garantir a acessibilidade, e ainda, um ou mais códigos QR Code que darão acesso a um “folheto digital” com toda a informação relevante sobre o ponto ou elemento.

A rede poderá incluir pontos de múltipla natureza, como edifícios, monumentos, estátuas, ruas e praças, locais e paisagens, obras no museu e biblioteca. Em suma, qualquer ponto que se considere relevante divulgar, promover e dar a conhecer, pelo seu interesse e importância nas múltiplas vertentes da história, cultura, património, ambiente e paisagem, de uma forma mais atractiva, inovadora e interactiva. Numa primeira fase, o projecto irá incidir sobre o Castelo de Torres Novas, monumento nacional desde 1910 e considerado a Porta da Cidade.