O cardeal John Tong, Bispo emérito de Hong Kong, vai presidir a primeira Peregrinação Internacional Aniversária do ano pastoral, a 12 e 13 de Maio, anunciou o Santuário de Fátima.

O convite ao cardeal John Tong foi feito pelo Bispo de Leiria-Fátima, António Marto, e prontamente aceite.

Segundo António Marto, “este convite, tal como o que foi feito para Outubro de 2018 ao Bispo de Hiroshima, D. Alexis Mitsuru Shirahama, materializa a atenção que o Santuário de Fátima tem prestado à Ásia, cujo número de peregrinos tem aumentado anualmente”.

“Tínhamos de trazer um Bispo asiático a Fátima”, porque “a Ásia é o eixo para onde o mundo cristão caminha”, justificou.

Nascido em 1939, John Tong foi ordenado sacerdote a 06 de Janeiro de 1966 e recebeu a consagração episcopal a 09 de Dezembro de 1996, refere o Santuário de Fátima.

“Em 2009, substituiu o cardeal Joseph Zen Ze-kiun como novo Bispo de Hong Kong” e no Primeiro Consistório Ordinário Público de 2012, realizado em 18 de Fevereiro, recebeu o barrete cardinalício e o título de “Regina Apostolorum”, acrescenta.

O Santuário de Fátima sublinha que, um ano após o Centenário das Aparições, “cuja celebração teve como apogeu a peregrinação do papa Francisco à Cova da Iria, em Maio, com a canonização dos santos Francisco e Jacinta Marto”, se prepara agora “para dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo de sete anos e que culminou em 2017, com a celebração do Ano Jubilar”.

Do programa da peregrinação consta, no dia 12, uma conferência de imprensa com as presenças do presidente da peregrinação, cardeal John Tong, do Bispo da diocese de Leiria-Fátima, António Marto, e do reitor do santuário, Carlos Cabecinhas.

No dia 12, as celebrações integram a abertura na capelinha das Aparições (às 18h30), o rosário (às 21h30), seguido da procissão das velas e da missa da vigília, no recinto do santuário.

No dia seguinte, o rosário acontecerá às 09h00, seguido da missa internacional no recinto, às 10h00, e da procissão do adeus.

Às 16h00, realiza-se um recital de acção de graças pelo Centenário das Aparições com Andrea Bocelli, que será acompanhado pela pianista francesa Elisabeth Sombart e pela violinista ucraniana Anastasyia Petryshak, sob a direção musical de Carlo Bernini e que conta ainda com a participação da fadista Ana Moura.

“Entre o repertório, composto por 11 temas, está o Ave de Fátima, que será interpretado pela convidada de Andrea Bocelli, Ana Moura, naquele que será um dos momentos mais altos deste recital, especialmente voltado para a interpretação de música sacra”, adianta o santuário.